terça-feira, 29 de dezembro de 2009

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Duas da manhã, hey!

Não tenho sono, pronto.
Já sei que amanhã às 8 horas da manhã o meu despertador vai tocar impiedososamente. De 5 em 5 minutos. E eu vou voltar a adormecer, de 5 em 5 minutos até ser tarde.
Depois vou levantar-me a correr, tomar banho, vestir, voltar atrás quatro ou cinco vezes para ir buscar o telemóvel, procurar a chave do carro, buscar um pão para comer a meio da manhã, voltar a pôr a gata (que se esquiva para o corredor do meu andar) dentro de casa. Depois, enquanto desço o elevador assusto-me ao espelho com a minha cara de sono, e "sprinto" até ao carro, a rezar para que não esteja muito trânsito na VCI.
E prometo a mim própria que "hoje é que vai ser. É hoje que me vou deitar cedo."

Caramba

Este livro é muito bom.

“Sonho com um dragão verde de língua negra que me quer comer. As casas também são verdes, como a erva do nosso jardim que tem o baloiço, onde antes eu e o pai jogávamos à bola. Tenho muitas saudades dele. A mãe diz-me que em breve estaremos todos juntos.”

Da OQO.

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Natal sem ponto de exclamação

Não, este ano o espírito natalício não me entrou porta nem alma adentro. É um first, mas acontece. However (o inglês soa sempre tão bem), desejo a todos um Feliz Natal.
Ok, ok, eu ponho um pontinho de exclamação...
Feliz Natal!

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

FRIO


Frio, frio, frio, frio, frio, frio, frio, frio, frio, frio, frio, frio, frio, frio, frio, frio, frio, frio, frio, frio, frio, frio, frio, frio, frio, frio, frio, frio, frio.

É a única coisa que eu consigo dizer, pensar e sentir, hoje.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Iaics!

... O alívio de saber que afinal não excedi um prazo!

sábado, 12 de dezembro de 2009

Estação CSB5 - Emissores do Norte Reunidos

O título é uma espécie de private joke, mas fica engraçado.
O dia correu bem. A assinalar:
O "Sô" Padre hoje fui beaucoup de simpático no exame dos noivos. Aliás, nubentes.
Tomámos o pequeno-almoço na Império da Rua Santa Catarina. Quando pagámos, o empregado agradeceu: "Obrigados".
Fomos à perfumaria do Adão que afinal gosta é de óculos.
Estou há duas horas a tentar enfeitar a árvore de Natal. Mas não me apetece. Mas se não o fizer vai ficar ali montado, feito gato pingado. Mas não me apetece. O que eu queria mesmo este ano era um presépio.
Bah.

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Penso, logo existo. Existo, logo... o que é que se há-de fazer?

Nos últimos tempos tem havido mudanças substanciais na minha vida. Fenómeno a que se chama: viver. Sempre que uma mudança se aproxima, acagaço-me toda e penso, penso, e vai-se a ver, como diz a sabedoria popular, a montanha pariu um rato. Tudo acaba por acontecer naturalmente.
E, natural como a vida é, e imprevisível como deve ser, eu hei-de continuar a vivê-la e a surpreender-me, e a ter medo mas ir à luta.
Quando eu era miúda e me imaginava adulta, pensava numa pessoa bem mais tranquila e destemida, mas há dias em que ainda me sinto essa miúda pequenina, precisada de colo e de um "vai correr tudo bem, vais ver". Hoje é um desses dias.
Bummer...